quarta-feira, 5 de março de 2014

Filmes em 60 segundos: Gravidade (Gravity) [2013]


Epopeia espacial visualmente espantosa e ilusoriamente poética, «Gravidade» pode ser um dos filmes mais sobrevalorizados dos Oscares, mas não é por isso que deixa de ser um título merecedor de visionamento. Apesar da interpretação pouco convincente de Sandra Bullock e dos diversos caminhos raramente coerentes que a narrativa toma para consolidar a sua credibilidade, temos em mãos um feito cinematográfico inovador, belo e arrebatadoramente sedutor, que abrirá as portas da interpretação de símbolos e de certas cenas a muitos cinéfilos curiosos. Aliando inteligência e entretenimento, Alfonso Cuáron mostra ter sido justa a atribuição do Oscar de Melhor Realizador, graças a todo um conjunto de excepcionais técnicas cinematográficas que em muito ajudam a tornar um pouco mais interessante a artificialidade desta era digital. Por isso, «Gravidade» é melhor na forma do que no conteúdo, mas as enormes falhas não conseguem ser o essencial, perante tal espectáculo inigualável de som e imagem.

★ ★ ★

Sem comentários:

Enviar um comentário

Se chegaram até aqui e tiverem alguma mensagem, crítica, ou opinação a fazer em relação ao que acabaram de ler, façam o favor de o escrever aqui. A gerência agradece e responde (se não forem nenhum príncipe da Malásia que tem 10 milhões de dólares para me oferecer, claro).