Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2016

Um rapaz sem sombra de pecado

Imagem
«Axilas», derradeira obra de José Fonseca e Costa, sofre de um mal semelhante ao de outros bons filmes seus, como «Balada da Praia dos Cães» e «Sem Sombra de Pecado» (não convém meter nesta categoria o mediano «O Recado» e o horrivelmente datado «Os Demónios de Alcácer Quibir»). Começam por nos apresentar uma galeria de personagens fortes, dissecando todas as suas ideias e contradições, A meio, há uma espécie de confusão de subplots, de direcções diversas da narrativa, de uma certa falta de timing de algumas sequências. Depois, tudo se fecha com uma surpresa, um twist para o qual não estávamos preparados (porque a todo o momento, não houve qualquer coisa que nos fizesse pensar na súbita mudança de atitude do protagonista Lázaro de Jesus).
Convivem vários temas dentro de «Axilas», que vão ao encontro dos interesses habituais do cinema de Fonseca e Costa: há a sátira ao "império de brandos costumes" que ainda resiste no século XXI, há os diálogos acutilantes (e divertidíssimo…